top of page

2021 trends

As tendências e os negócios em alta para 2021 são reflexo das mudanças profundas que o “novo normal” - provocado no último ano pela pandemia - representa para o mercado. Apesar de 2020 ter sido um ano turbulento (e como, né??), temos que lembrar que toda crise tem suas oportunidades!


De acordo com a previsão da OCDE publicada no Uol em dezembro de 2020, o PIB do país deve avançar 2,6% em 2021. Isso porque, com o início da vacinação, há o surgimento do sentimento humano mais importante: a esperança! Todos estamos esperançosos que este ano seja muito melhor e que compense as dificuldades enfrentadas no anterior.


O professor de empreendedorismo e inovação da Fundação Getúlio Vargas Marcelo Reis acredita que a pauta do Covid-19 começará a ser substituída pela econômica. “Neste momento, começo a ver um retorno às atividades de maneira mais contundente do varejo presencial e muitas pessoas buscando como válvula de escape o empreendedorismo”.


Ao mesmo tempo em que empreender parece arriscado nesse momento, a criação de novos negócios é de grande importância para o impulsionamento da recuperação econômica. E, segundo dados do Ministério da Economia publicados no Estadão, entre maio e agosto de 2020, foram abertos mais de 782 mil negócios no país!


Mas... vamos ao que interessa! E quais são as principais tendências de mercado para 2021??


Crescimento do Digital


As marcas que ainda não conseguiram se consolidar no meio online em 2020 precisarão ficar atentas a isso este ano. O meio digital que apresentou crescimento exponencial durante a pandemia deve continuar em alta em 2021. As empresas devem procurar cada vez mais se aproximar e fidelizar os clientes, se apropriando das redes sociais e das novidades que surgem por aí. Btw, vocês viram o burburinho do Clubhouse??


Tecnologia


Além disso, a previsão é que mais e mais tecnologias novas apareçam – além das que já existem e migram para outras funções e segmentos. A transformação tecnológica é transversal a toda a organização, visto que atinge diversos setores, como produção, recursos humanos, financeiro, marketing, vendas etc.


Pode-se até dizer que isso não é uma tendência, e sim regra para sobrevivência. Empresas que não investem pelo menos 10% em novas tecnologias desaparecerão em breve! A empresa tradicional chegou ao fim em 2020 :o


Meios de pagamentos digitais


Novos meios de pagamento estão surgindo e se consolidando no mercado, como o PIX, pagamentos por aproximação, pagamentos via websites, CPF Token, e QR Code.


Segundo um levantamento do Instituto Locomotiva, divulgado pela Agência Brasil, as compras feitas por meio de aplicativos cresceram 30% no país durante a pandemia. E, segundo o mesmo estudo, quase metade (49%) das pessoas entrevistadas declarou que pretende ampliar as compras por aplicativos após o fim da quarentena.


Tendo isso em vista, com a evolução destes novos meios de pagamento, as empresas serão obrigadas a proporcionar um leque cada vez maior de opções para a compra, oferecendo assim mais segurança, velocidade e praticidade ao consumidor digital – potencializando a fidelização.


Novas Configurações


As marcas também deverão se adaptar às mudanças e aos novos comportamentos dos consumidores (clique aqui) e apostar em vendas pelo modelo omnichannel, ou seja, atuar de forma linear em todos os seus canais, seja online (site, e-mail, redes sociais), seja offline (lojas físicas). Importante lembrar que agora as pessoas estão ainda mais habituadas a dialogar com chatbots e a consumir através de aplicativos. Por isso, uma dica bacana é transformar as lojas físicas em showrooms e experiências. Não deixe esses recursos de lado e se adapte!


E, por fim, vale ressaltar o que imaginamos como os temas mais abordados no ano:


1. Sustentabilidade

Movimento crescente já há um tempo, mas que com a quarentena e o isolamento social, que colaboraram com o surgimento de animais em locais inesperados e paisagens mais limpas, as pessoas se conscientizaram ainda mais sobre o impacto que provocam no mundo. Além disso, com esta crise sanitária, também temos a ascensão do desejo da sustentabilidade social!


2. Saúde

Tema evidentemente em pauta. Além de estarmos mais preocupados com as políticas de saúde e as práticas de higiene prestadas, temos em mente a importância da saúde mental. Cada vez mais os colaboradores demandarão um ambiente de trabalho, além de limpo, saudável, com mais liberdade e possibilidade de boa conciliação com a vida pessoal.

Hoje, tudo tende a ir para o natural e saudável: alimentos, experiências e formas de interação. Plantar, meditar e se exercitar passou a fazer parte do dia a dia. Ser mais saudável é o “novo luxo”!


3. Empatia vs Preconceitos

De forma um tanto quanto polêmica, o Big Brother Brasil 2021 ressalta a intolerância da sociedade com preconceitos e a ausência de empatia. Com um olhar mais humanitário, temos um coletivo que busca se unir e se proteger.


Machismo, assédio, racismo, lgbtfobia e cancelamento foram altamente discutidos dentro e fora da casa. A saúde mental (olha ela aí de novo!) torna-se um tema recorrente. O isolamento (tanto do BBB quanto da quarentena) pode provocar angústia, solidão, introspecção e até agressividade, sendo assim, imprescindível a atenção devida. Fique de olho no seu ambiente de trabalho!!! Se for empreendedor ou líder, garanta um ambiente saudável à sua equipe. Se for integrante de alguma equipe numa corporação, converse com a liderança ;)


Todos estão cansados da segregação, da falta de respeito, da desonestidade e do “desconhecimento”. Vivemos num mundo hiperconectado e de fácil acesso à informação. Tais atitudes vistas no BBB21 (e em diversos outros meios, incluindo o corporativo), não são mais toleráveis.


Diante disso, se faz marcante a necessidade de se criar e nutrir um ambiente e uma cultura genuinamente inclusiva nas empresas. Estas, além de promoverem ações que buscam aumentar a representatividade de determinados grupos (minorizados), devem fornecer algum tipo de treinamento – como comunicação não-violenta, conscientização sobre o contexto histórico e preconceito estrutural – para garantir uma atmosfera inclusiva e acolhedora.



Fonte:












Commentaires


PUBLICAÇÕES RECENTES

NOSSAS REDES SOCIAIS 

  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin
bottom of page