Feed secundário só para fanpages? Facebook começa a testar nova ideia

Prepare-se para receber conteúdo apenas de amigos e de posts patrocinados

Autor: Lemonade School

Se você sente que não tem visto tanto quanto gostaria os posts dos contatos mais próximos e queridos no Facebook, eis uma novidade: a plataforma vem testando - em alguns países, apenas - uma nova forma de distribuir o conteúdo para os seus usuários, de modo a favorecer esse aspecto. Só que a ideia, segundo o jornal inglês The Guardian, pode trazer algumas consequências, principalmente para fanpages de divulgação orgânica.

De acordo com as informações da reportagem, quase todas as veiculações não patrocinadas ficariam restritas a um feed secundário, com o principal voltado para as da rede de conexões e, também, de propagandas (imagina se essas seriam deixadas de lado, não é mesmo?).

Na Eslováquia, um dos locais onde está se dando a experiência, foi relatada uma queda de dois terços no alcance não pago das postagens de um dia para o outro, já a partir de 19 de outubro, quando, aparentemente, tudo se iniciou.

Para explicar o raciocínio, o Facebook declarou: "com várias possibilidades de histórias no feed, sempre trabalhamos para que as pessoas consigam se conectar com aquilo que consideram mais significativo". Segundo a plataforma, a demanda veio de um pedido do próprio público, que queria acessar mais facilmente as publicações de perfis já conhecidos. "Por isso estamos experimentando dois feeds separados: um dedicado às mensagens de amigos e familiares, e outro para as das páginas curtidas", complementou a maior mídia social do mundo.

A medida pode afetar não somente pequenas organizações sem condições de investir no meio para aumentar os resultados de vendas, por exemplo, como instituições midiáticas que o utilizam para gerar conteúdo comoditizado e, assim, garantir sua sobrevivência no mercado - a la Buzzfeed.

Por enquanto, a empresa de Mark Zuckerberg não pretende aplicar tal fato ao mundo inteiro. Há quem já preveja que se a mudança se tornar uma realidade, a vida "scrollando" a tela para cima e para baixo em busca de novidades, fofocas e assuntos virais se tornará um tédio só.

E você, o que acha disso?

PUBLICAÇÕES RECENTES

NOSSAS REDES SOCIAIS 

  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin