Conversa com o aluno: "quem conhece, se apaixona!"

Diz Léo Pierette sobre a Creditas, startup brasileira do ramo financeiro

Foto: Instagram

A GENTE ADORA UM BOM BATE-PAPO

Bem-vindo ao nosso “Conversa com o aluno”! Aqui, pretendemos mostrar um pouco do dia a dia deles, dificuldades que enfrentam como profissionais diferenciados que são e, claro, os louros das vitórias por ações bem-sucedidas que implementaram ou das quais participaram nos seus lugares de trabalho.

CONHEÇA O LÉO!

Para começar, um bate-papo descontraído com o Leonardo Pierette, da Creditas – uma plataforma online de crédito – sobre Employer Branding (EB, como carinhosamente gostamos de chamar), um tópico que, cada vez mais, tem entrado em voga nas empresas e gerado dúvidas em quem já está ou pretende entrar em Recursos Humanos.

O próprio Léo, que faz parte dessa área, porém, em Recrutamento e Seleção, pretende migrar para EB: “o tema me interessa muito, e é para onde quero caminhar com a minha carreira. O curso (de EB, realizado na nossa escola), me ajudou a entender os conceitos e conectar com pessoas no mercado, que querem construir seus cases”.

– Só para constar, a puxada de sardinha foi espontânea, tá? Rsrsrs –

EMPLOYER BRANDING PARA QUÊ E PARA QUEM?

Com base no que o especialista estudou conosco, inclusive, foi convidado para ser palestrante num evento regional. “Muita gente me viu comentando, postando stories (no Instagram) sobre o curso, e pediu para levar o assunto. Tive a oportunidade de adaptar e falar um pouquinho a respeito”.

O acontecimento sobre o qual ele nos contou, voltado para o movimento de voluntariados, buscava ensinar aos participantes meios de trazer interessados para esse tipo de atividade – um verdadeiro desafio, afinal, “o que fazer quando não tem nenhum salário, não tem benefícios (envolvidos na contratação)?”.

Quando questionado acerca dos resultados que isso provocou no público, o profissional mencionou que eles certamente ocorrerão com o passar dos próximos meses. “Muita gente teve muito insight, veio falar comigo sobre isso; coisas que ninguém tinha pensado dentro do meio”.

EMPLOYER POR EMPLOYER, É?

Conforme afirma, “O princípio básico de employer é não ser uma caixa preta. Ninguém mais hoje em dia quer trabalhar numa caixa preta. É mostrar, colocar nas redes sociais quem são tripulantes, o que fazem, dia a dia, mostrar escritório. Tem muita empresa que não deixa que se mostre antes de (o candidato) aceitar a proposta (de contratação)”, reforça. “A gente faz o contrário: na entrevista mesmo já faz o tour – onde vai trabalhar, onde vai sentar, como é a turma lá dentro. Já no primeiro contato!”. Isso reflete, portanto, um dos grandes diferenciais da Creditas perante as outras, declara.

ENTÃO, VAMOS DE EMPLOYER!

Para o recrutador, uma clara evidência de que o planejamento de EB está indo muito bem se compara, inclusive, ao da startup de serviços financeiros atualmente. “ É contar a proposta de valor e ser mais estratégico; colocar o tripulante como protagonista – não importa se é em algum evento, chamada na rede social. Ele que seja o canal e a gente, como Creditas, só facilite o trabalho dele”. O candidato a uma vaga de emprego, quando for buscar referências a respeito da contratante, precisa encontrar o “tripulante” como o porta-voz dela, segundo ele.

DE DENTRO PARA FORA

Claro que o ambiente de trabalho em si deve estar em consonância com a missão da empregadora. A Creditas, por exemplo, promove entre os seus a cultura de “jogar junto”. “O Sérgio (Furio), nosso CEO, é atleta, então a cultura de jogar em time, é muito presente”, relata. “Ter alguém com esse olhar, com certeza ajuda a se posicionar, e a saber como contar nossa proposta de valor”. Lá, as equipes são multidisciplinares e entram em campo para ganhar! “Os backgrounds são muito diferentes, de formação diferente. Eu sou engenheiro civil e tudo bem! Cada um soma com o que tem para entregar o melhor – e enquanto um não entrega a meta, ninguém vai descansar”, coloca.

DIMENSÃO DO ESFORÇO

Ainda de acordo com Léo, é imprescindível medir a satisfação de todo esse empenho. Uma ferramenta que dá um bom parâmetro para tal é o Glassdoor (antigo Love Mondays – um plataforma online que desde 2013 reúne resenhas anônimas de funcionários sobre os locais onde trabalham). “A Creditas é a terceira mais amada do Glassdoor – quem fala não é nem o RH, são os próprios colaboradores. Lá quem opina é quem trabalha. E isso é um indicador muito importante, é um sinal de que a gente está conseguindo entregar muito bem tudo isso”, corrobora. “ A gente incentiva que eles entrem e avaliem em todas as situações: feedback, reconhecimento... Na semana mesmo que a pessoa é admitida, a gente já pede para ela avaliar o processo seletivo”, continua. “E que sejam totalmente honestos, não tenham medo de falar”, complementa.

PARA O INFINITO E ALÉM!

Tanto que a corporação, vem se superando no quesito de admissões. “Agosto bateu o nosso recorde de contratações, setembro vai bater também”, reforça. No momento, uma campanha está sendo redesenhada para apresentar, justamente, o funcionário de dentro da casa contando toda essa experiência ao público de fora dela, a fim de chamar novos talentos que se identifiquem também.

FINGERS CROSSED

A gente daqui espera que, tanto essa quanto novas empreitadas de Employer Branding para empresa onde o querido Léo atua sejam um SUCESSO (!); e que os frutos sejam, desses que, como ele mesmo garantiu “quem conhece, se apaixona”.

PUBLICAÇÕES RECENTES

NOSSAS REDES SOCIAIS 

  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin

SOBRE O BLOG DO LIMÃO DIGITAL

SOBRE A LEMONADE SCHOOL

QUERO RECEBER NOVIDADES E DICAS DA LEMONADE SCHOOL.

 Este blog é dedicado a todos os alunos da Lemonade School, mas principalmente aos curiosos, sonhadores, empreendedores e visionários que compartilham dos mesmo ideais e paixões difundidas em nossas salas de aula. Sejam muito bem vindos ao universo da Lemonade School. Enjoy and  Share. 

LemonadeSchool

© 2017 by LEMONADE SCHOOL. Orgulhosamente criado para você